quarta-feira, novembro 03, 2010

Completista

Relendo o livro Missionários da Luz (pelo Espírito André Luiz - Francisco Cândido Xavier - FEB), tenho me deparado com verdadeiros "tapas na cara". Obra válida também para aqueles que buscam o desenvolvimento das faculdades mediúnicas sobretudo no aspecto da educação/elevação moral. Cada capítulo traz um novo "chacoalhão" levando-me à real condição de endividado perante a vida.

Mas, o capítulo que trata dos "completistas" foi-me suficientemente valoroso. Como é duro estar ainda caminhando sobre esse charco de minhas imoralidades, como ainda envolvo-me em questões pequenas fazendo-as gigantescos dramas, como a egolatria alimenta minha alma e como insisto nos mesmos erros graças  às minhas mesquinharias olvidando os demais irmãos de seara humana.

Já percebei: sou um INcompletista, um derrotado que tem que, ao menos, admitir o desperdício de uma abençoada oportunidade e, ao menos, reformular o caminho. Mas, como são grandes as tentações materiais. Como é fácil escorregar. Como é difícil portar-se de maneira adequada.

COMPLETISTA: "É o título que designa os raros irmãos que aproveitaram todas as possibilidades construtivas que o corpo terrestre lhes oferecia. Em geral, quase todos nós, em regressando à esfera carnal, perdemos oportunidades muito importantes no desperdício das forças fisiológicas. Perambulamos por lá, fazendo alguma coisa de útil para nós e para outrem, mas, por vezes, desprezamos cinqüenta, sessenta, setenta por cento e, freqüentemente, até mais, de nossas possibilidades. Em muitas ocasiões, prevalece ainda, contra nós, a agravante de termos movimentado as energias sagradas da vida em atividades inferiores que degradam a inteligência e embrutecem o coração. Aqueles, porém, que mobilizam a máquina física, à maneira do operário fidelíssimo, conquistam direitos muito expressivos em nossos planos. O “completista”, na qualidade de trabalhador leal e produtivo, pode escolher, à vontade, o corpo futuro, quando lhe apraz o regresso à Crosta em missões de amor e iluminação, ou recebe veículo enobrecido para o prosseguimento de suas tarefas, a caminho de círculos mais elevados de trabalho." (trecho extraído do livro citado)

2 comentários:

Marcia disse...

Olá Edu tudo bem?
Excelente as suas colocacoes. Infelizmente ainda temos (eu) que andar no sentido do amor incondicional, deixar de sermos tao moralmente falíveis para sermos um completista -,. Mas a vontade que é primordial, esta já temos.
Um grande abraco e muita paz!

Maria Izabel Viégas disse...

Edu,
a doutrina é tão rica que a cada minuto não só nos deparamos com ensinamentos dignos de nossa confiança, mas vivenciamos no trabalho do Bem e estudando e vivenciando a mediunidade nos reforçamos nas nossas crenças e fé.
somos caminhantes nesta viagem magnífica chamada VIDA!
Belo post!
Uma semana iluminada!
Um abraço afetuoso!

Related Posts with Thumbnails